sabedoria

chip

se vc quiser, podemos introduzir um chip em você... ele controlará seus ânimos... não haverá mais stress, nem distúrbios no seu humor...
qualquer coisa, entre em contato.

Os segredos nem tantos ocultos

As verdades estão claras, não consigo pensar muito, o sentimento de culpa não deixa nenhuma pretensão de ter fidelidade ao meu pensamento.

Eu avisei...

Pois é, não preciso nem falar tudo de novo!!!!
Comportamento estranho, camuflado, enlatado por químicos produzidos industrialmente.

:/

A Legalidade

Ninguem sabe quais são as condições jurídicas do chip inibidor de ações. Eu pretendo legislar em cima desta matéria, este chip tem que sair da ilegalidade e ajudar a regular os malefícios da sociedade.

A Verdade

A verdade ? A verdade eh mais que metafisica, ou quantica.

Mas eh simplesmente isso : Vibracoes.

Apenas nada mais q , Vibracoes. Vibracoes e Entidades, ou melhor Consciencias.

A diferenca entre um Robo e um ser humano eh a vibracao e a consciencia.

Um liga o outro, e assim transforma-se em luz. Vibracao, Movimento ou verbo. E Consciencia, Logos , metavolta, Perspectiva.

Nao ha maior verdade q o amor, q liga tudo isso sem absolutamente nenhum interesse.

Nao ha porques, nao nao ha. Apenas há.

Esquecam as perturbacoes da mente e as vibracoes negativas. Essas coisas soh mandam agente pra quele lugar q nós estamos CANSADOS de viver.

Ager publicus

Sabe... eu nunca tive uma "xará"... as professoras da escola nunca precisaram me chamar pelo segundo nome - bastava só o primeiro. Não havia ninguém com este nome nas várias escolas em que estudei.

Parece bobo, mas era engraçado... Adoro meu nome... MAS....

Toda sala de aula que se preze sempre há duas ou três "danielas", "karinas", "andréas"... "carlas" então, nem se fala! Já o meu nome, tsi... tsi... tsi...

E quando era apresentada a um desconhecido??!

Por óbvio que nunca conseguia me fazer entender rapidamente. Era preciso repetir uma, duas, até três vezes, isso quando não era necessário soletrar e ainda dá lição de gramática:
" não... meu nome é com S, sim, com S sim senhor! o *s* entre duas vogais tem som de *z* sabia? tá lá na gramática, na tal " Segalla" conhece?

Minha mãe sempre dizia que o meu nome era o mesmo de uma grande colega da infância dela, do colégio interno. Essa amiga, filha de diplomatas, teve seu nome gerado a partir das viagens dos pais pelas bandas do oriente... dizia que era de origem grega.

O encontro inesperado

Um dia estava andando até a escola e um velho desconhecido chegou e me disse
“Segure um verdadeiro amigo com ambas as mãos!”. Não entendi porque ele tinha me dito aquilo. Sabia que era um provérbio nigeriano, já tinha ouvido esse provérbio, mas porque aquele velho disse aquilo para mim? Passarem 8 meses, fui ate um bar tomar um café e encontrei....

Detetive se arepsentando

Sanchez, Carlo Sanchez. Detetive de 38 anos.

Assistência

A mente. A Consciência,somos nós viciados na razão e na lucidez?... A embriaguez de nossos sentidos, vivemos uma mentira após a criação deste novo procedimento, mais é uma mentira q me deixa feliz e rico, aos poucos percebo que estas pobres almas perecem á felicidade fácil, não me importo em ser imperfeito apesar me importo em ser racional.
Me sinto um pequeno hércules que domina e destroça os demônios dos outros, que ajuda aqueles que precisam de deste tipo de apoio,TOLOS!!!, não enxergam a realidade,apenas querem seu prazer fácil e sua estabilidade artificial, se ainda desejares isto procure-me e estarei feliz em ajuda-lo

Imaginários do Cotidiano - O trem

A criança entra no trem junto à mãe, que estava com a mesma expressão do dia anterior. Estava lotado, mas com um assento vago. O sol estava batendo forte, e fazia reflexos no teto do vagão. A pequena menina senta e sorri: ela sempre gostou do sol batendo em sua cara em manhãs frias.

A locomotiva dá partida e faz aquele barulho engraçado, meio mecânico, meio eletrônico. Os reflexos começam a tomar forma. E assim a diversão começava, na medida que ela reconhecia e imaginava uma série de animais e objetos naqueles brilhos aparentemente disconexos para sua mãe e o resto dos passageiros. Para seu encanto, um velho sentado sorri para ela e aponta para um cachimbo: ele não falara para a menina a palavra em si, mas ela havia entendido perfeitamente.

Alimentação XML